Quantos esmaltes você precisa?

Desde novinha minha mãe sempre me ensinou a fazer tudo. Eu mesma faço a minha sobrancelha, me depilo, faço luzes e até arrisco e corto o meu próprio cabelo algumas vezes. Eu que faço a minha unha também. A primeira vez que fui a um salão foi há uns 3 anos e mesmo gostando da experiência, eu raramente utilizo os serviços de uma manicure.

Assim que fui morar sozinha comecei a montar a minha “caixinha de unha” e aos poucos ela foi crescendo…crescendo…até virar uma loucura! Percebi isso quando comprei um esmalte branco para fazer francesinha e quando cheguei em casa eu vi que já tinha aquela mesma cor na caixinha. Aquilo me deu um “click” e eu decidi que nunca mais compraria esmalte até eu usar tudo (super dramática! Hehe).

Isso aconteceu mesmo antes de eu começar a ler sobre o minimalismo. Eu olhei para aquele monte de esmalte e pensei no tanto de dinheiro que eu havia gastado com algo que eu raramente uso. Alguns já estavam vencidos há anos! Tem épocas que pinto a unha 2 vezes ao mês, mas também já passei uns 3 meses sem fazer por preguiça.  Com isso os esmaltes vão se acumulando, ficando grossos e vencidos.

Eu fiz uma pesquisa rápida no Google e achei no blog Loucas por Esmalte que com um vidro que tem em média 8 ml você consegue pintar as unhas umas 10 vezes (com camadas duplas). Dez vezes!! Eu odeio contas, mas tive que calcular o quanto que meus esmaltes podem render e descobri que com os 25 que tenho hoje eu posso ficar  uns 20 anos sem comprar mais. V.I.N.T.E. A.N.O.S! É claro que eles vão vencer antes disso, mas isso mostra o absurdo que é ter tantos esmaltes.

25 esmaltes

Meus esmaltes. 3 bases! Why?!?

Eu já tive muito mais e cheguei a 25 unidades depois que “parei” de comprar esmaltes em 2014. Na verdade, acabei comprando um Renda da Risqué que por ser básico uso mais e um de glitter dourado pra fazer uma coisinha diferente de vez em quando. Agora eu até fico namorando cores novas que vão saindo mas deixo para usá-las nas raras vezes que vou ao salão. Eu também comecei a pegar emprestado com a minha mãe, assim posso dar uma variada sem ter que comprar.

 

 

E hoje minha caixinha está assim:

caixinha de unha

 

Eu tenho arrumado meus esmaltes regularmente e vou jogando fora cores que já não combinam comigo (tinha um laranja horrível) e também aqueles que já venceram há muito tempo. Hoje mesmo achei um vencido desde 2005!

Eu fiz uma análise das cores que gosto mais e do que eu realmente uso e cheguei nesse número ideal pra mim:

1 base incolor

1 escuro (tipo o Black e o Café da Colorama)

2 rosas (um escuro e um claro)

2 vermelhos (um escuro tipo o Paixão e outro mais vibrante como o 40 graus, ambos da Colorama)

3 clarinhos (o Pétala Branca da Colorama para fazer francesinha, o Renda da Risqué e um nude tipo o Cappuccino também da Risqué)

1 excêntrico (para aqueles dias que eu quiser algo mais alegrinho)

Total: 10 esmaltes

Mesmo assim ainda é muito se você for seguir um padrão mais minimalista. Já vi uma moça que tem apenas 3 esmaltes.  Acontece que cada pessoa tem uma realidade, vontade e necessidade diferente. Na minha opinião, o importante é cortar o excesso e desperdício ao máximo dentro do que for possível. E você? Quantos esmaltes você precisa?

 

Desafio: Começando a dieta (Segunda Semana)

Acabou a segunda semana! Olha…nunca segui tão firme em uma dieta. Geralmente depois da primeira semana perco as estribeiras no fim de semana e desisto…desisto de viver. Fico de mau humor e reclamona e então volto para uma vida cheia de falsos prazeres e falta de controle.

Dessa vez está diferente. Parece que estou mudando junto com meu corpo. Estou mais disposta e não passo tanta fome. Comecei a tomar o suplemento mineral e vitamínico Thermo Maxx e aquele desespero para esperar a próxima refeição acabou. Muito estranho isso (nunca tinha tomado nada assim) mas a embalagem diz que é tudo natural e foi o nutricionista que passou. Estou amando!

Na sexta chegou o outro suplemento que faltava,  o T_Sek, que diz  reduzir o inchaço abdominal ocasionado pela retenção de líquidos. Comecei na sexta, mas ainda não senti diferença.

Consegui caminhar 2 vezes (meu objetivo são 3) e Sábado fui a pé para o trabalho, 25 minutos de caminhada. Melhor que nada.

Desde que comecei não comi doce. Coloco duas colherinhas de açúcar cada vez que tomo café (2x ao dia) e só.

Comecei a comer um pão de queijo de frigideira de manhã para evitar o consumo de pães e torradas industrializados.

Recebi minha sogra e minha mãe essa semana para o almoço. Consegui manter a dieta fazendo uma comida simples, nutritiva e saborosa. As duas adoraram!

E assim foi a minha semana…

dia-6-cardapio-dieta

Consegui tirar o carboidrato da janta. Ponto pra mim!

dia-7-cardapio-dieta

Mais um dia sem carboidrato de noite.

dia-8-cardapio-dieta

Bye bye carboidrato antes de dormir.

dia-9-cardapio-dieta

Olha…esse macarrão que a minha sogra fez estava me olhando desde ontem, não resisti, mas foi só um pouquinho.

dia-10-cardapio-dieta

Que maravilha! Consegui um dia sem glúten, não vou cortar, apenas tentar reduzir. Nesse dia só errei no pãozinho de queijo extra que peguei.

 

O fim de semana…

Sábado de manhã eu estava com 71Kg! Quase chorei de alegria. Passei o dia me comportando. Minha comida deu apenas R$ 8,00 no restaurante a quilo só que de noite exagerei. Fui no aniversario de uma amiga e bebi cerveja, comi bolo, docinho, torresmo… Eu poderia ter me controlado. Ainda jantei! Era feijão tropeiro que eu amo.

No Domingo saímos para comer um peixe, mas todas as opções estavam tão caras e as porções são muito grandes. Desistimos de almoçar e pedimos apenas uma porção de isca de peixe frito. Tomei uma caipirinha também! Me arrependi e percebi que preciso me organizar melhor para o fim de semana. Resultado, hoje de manhã eu tinha voltado para os 72kg.

De qualquer maneira já foram 3kg embora desde que comecei e estou super feliz. Não estou ficando faminta e nem sentindo que a vida é horrível. Pelo contrário, meu humor está ótimo! Tenho lido muito sobre alimentação saudável e é assustador o que a indústria alimentícia faz com a gente. Quero que essa mudança seja para sempre.

E vamos para a terceira semana…será que consigo emagrecer mais 2 quilinhos?

 

 

Desafio: Começando a dieta

Olá! O desafio desse mês é sobre emagrecimento. No post Me Minimizando eu explico como cheguei aqui, nos 75Kg e nesse desafio.

Comecei no dia 12/09 seguindo as orientações do meu nutricionista. Minha semana ficou assim:

 

desafio-de-setembro-dia-1

Calma! Eu sei que essa pizza não deveria estar aí, mas esse foi só o primeiro dia. O pão também deveria ter sido apenas meio…mas eu me distraí.

desafio-de-setembro-dia-2

Segundo dia lindo! O pão da tarde foi só meio, é que eu esqueci de registrar e não achei uma foto com metade hehe.

desafio-de-setembro-dia-3

Meu marido me surpreendeu com uma cervejinha e petiscos…ainda não tenho forças para recusar.

dia-4

Tudo lindo!

desafio-de-setembro-dia-5

Poderia ter ficado sem o biscoito de polvilho.

O fim de semana eu não registrei por não ter seguido a dieta. Não abusei, mas também não fui tão regrada.

Aumentei meu consumo de água. Quando estou em casa bebo o tempo todo. No trabalho, levo uma garrafinha (250ml) para a sala de aula e me forço a beber uma por aula.

Estou me acostumando com as frutas nos intervalos. Elas ajudam a segurar a fome.

Passei a usar o sal rosa do Himalaia e açúcar demerara.

Ainda não consegui engrenar na atividade física. Eu vou tentar caminhar antes do meu marido ir trabalhar às 7h.  Na primeira semana consegui ir apenas uma vez e deu tudo errado. Na hora de sair o bebê chorou e eu tive que voltar, a bateria do meu MP3 acabou, meu marido ficou tenso com medo de eu não voltar a tempo. Caminhei apenas 30min.

Resultados: É só eu diminuir a quantidade de pão e já sinto que dou uma desinchada. Consegui emagrecer 2kg e estou super feliz, mas quero ir com calma. Uma semana de cada vez. Hoje comecei a tomar o suplemento  Thermo Maxx. Não sei se foi psicológico…mas minha fome diminuiu. Semana que vem eu conto se deu certo.

Me Minimizando

alimentacao-saudavel

O Desafio de Setembro tem sido sobre emagrecimento. Por quê?

Bom, desde 2011 venho engordando…engordando e simplesmente não consigo emagrecer. Fiz exames e não era nada, quer dizer, era o resultado de uma vida desregrada e de ansiedade descontada na alimentação.

O meu problema é que se estou feliz eu como, se estou triste, eu como, se estou doente…eu como.  Amo comer e coloco a comida como um prêmio por merecimento. Tipo, depois de um dia cansativo de trabalho eu não quero comer salada e penso: “Eu mereço um macarrão com queijo e creme de leite!”. É lógico que eu mereço e posso comer isso…mas não todo dia né!

A chegada dos 30 piorou tudo. Senti que quando fazia uma dieta demorava muito mais para ver os resultados. Mesmo parando de jantar (Sim! Eu tinha o hábito de comer arroz e feijão todo dia de noite!) notei que não emagrecia, e pior, continuava engordando.

Aí veio a gravidez, eu estava morrendo de medo dos desejos e paparicos, sabia que isso poderia jogar meu peso lá pra cima. Para minha surpresa não tive nenhum desejo. Os paparicos foram controlados, minha mãe comprava taioba e goiaba toda semana na feira para mim porque sabe que eu amo, só isso. Tudo estava indo bem até chegarem as festas de Dezembro e as férias de Janeiro…aí me descontrolei e no final da gravidez eu já estava com 16 quilos a mais. Depois da gravidez, perdi 11Kg mas ficaram 5Kg. Confesso que eu não estava com cabeça para isso e deixei.

Agora depois de 1 ano e meio fiz uma bateria de exames e descobri que o nível de cálcio nos meus ossos está baixíssimo e que eu teria que operar  a perna por ter má circulação. Os dois tratamentos, além de medicação e uma cirurgia, me pediam a mesma coisa, emagrecer e me exercitar!

Já tem dois meses isso e eu não fiz nada…estava tentando digerir tudo. Tive férias em Julho, e em Agosto estava me acostumando com a volta às aulas. Vocês já devem ter percebido, eu gosto de procrastinar hehe! Agora em Setembro eu estava procurando um desafio, adorei o resultado do de Agosto, mas estava com medo de não ter sucesso e desisti.

Aí esses dias comecei a pesquisar no Pinterest “chubby girl fashion” e fui olhando e vendo coisas lindas, meninas lindas e pensei que não é ruim ser gordinha e que a sociedade impõe esses padrões inatingíveis. Mas então  me deu um estalo: “Para Gabriela! Você não pode aceitar isso sem tentar de verdade!”. Saí da página e fui fazer um plano para começar a dieta que o nutricionista tinha passado em Julho. Comprei os suplementos que ele indicou (eu dizia que não tinha dinheiro mas gastava até mais em restaurante) e comecei!

Minha dieta/reeducação alimentar começou dia 12 de Setembro e em uma semana emagreci 2kg! É só o começo! Meu objetivo é emagrecer de 10 a 15kg até o final de Dezembro e colocar algum tipo de exercício físico na minha rotina. Vou ter que terminar com uma frase bem clichê…Agora vai!

 

Desafio: Agosto sem compras e diversão paga – SEGUNDA QUINZENA

il_570xn-728787071_3g46

Esperei a fatura do mês de Agosto fechar para escrever sobre o fim do meu desafio. O mês que começou com lágrimas de desespero (tô exagerando hehe) terminou com um pulo de alegria.

Vamos aos fatos:

17/08 (Qua) – Dia de levar minha bebê ao médico. Como a consulta dela seria às 11h e a minha 12h, achei que seria inevitável gastar com almoço. Minha mãe estava com a gente e quando eu perguntei onde iríamos almoçar ela disse que minha Vó estava fazendo almoço para nós. Aleluia!

19/08 (Sex) – Fui ao mercado e o Ticket Alimentação acabou. Completei R$ 1,55. Droga!

20/08 (Sáb) – Fim de semana é complicado não gastar. Depois do trabalho fui resolver umas coisas para a minha tia. Como passei o dia na rua almocei no restaurante (R$ 13,49). O líquido da minha lente de contato acabou, gastei mais R$ 25,90.

23/08 (Ter) – Fui ao mercado, por estar sem o cartão paguei em dinheiro R$ 6,32.

24/08 (Qua) – Aproveitei tudo que tinha na geladeira para não ir ao mercado mais!

26/08 (Sex) – Só não vou dizer que foi tudo por água abaixo porque foi no fim do mês…mas meu marido me chamou para sair e eu não pude recusar. Estava cansada, estressada, precisando fazer algo diferente. Saímos para beber e comer algo. Gastei R$ 40,00.

27/08 (Sáb) – Minha sogra passou o fim de semana com a gente e ficou cuidando da Bia. Fomos para a rua de novo! Enfiei o pé na jaca. Comi Japonês (R$ 35,09) e depois fomos beber, gastei mais R$ 31,90 . Acaba Agosto!

Comecei o mês dizendo que não entendia o porquê de todos falarem que Agosto é o mês do desgosto e terminei concordando. Na terça (dia 30) achei que o mês já tinha acabado e descobri que iria até o 31. Ainda tivemos a separação de Fátima & Bonner e o Impeachment de Dilma no fim do segundo tempo. Agora, voltando para a minha vida: foi difícil, mas necessário.

Conclusão do desafio:  Não quero viver me privando o tempo todo mas é preciso equilíbrio. Escolhi viver com menos para ter mais tempo e tranquilidade, tudo tem dois lados. Com esse desafio aprendi que posso esperar para comprar as coisas que preciso/quero aos poucos. Eu tive vontade de comprar um armário para a cozinha, um arranhador para o gato, um batom, um piercing, creme para massagem no cabelo e material para começar um projeto DIY. Posso me organizar e ir comprando isso até o fim do ano.

Descobri que sair no fim de semana para mim é essencial. Não consigo viver sem isso. Então daqui pra frente é tentar deixar um dinheirinho para isso já que agora descobri que é super importante pra mim.

Quando eu disse que o mês terminou com pulos de alegria é porque o boleto do cartão de crédito foi de R$ 827,29 para R$ 366,08…Yupi!

 

Desafio: Agosto sem compras e diversão paga – PRIMEIROS 15 DIAS

calendario-2016-para-imprimir-design-danielle-noce-1

Assim foram os primeiros 15 dias tentando não comprar nada. As compras de mercado não estão incluídas nesse desafio. Eu recebo Ticket Alimentação mas também me propus a não gastar além do que vem nele.

01/08 (Seg) – Descobri que a situação estava feia!

02/08 (Ter) – Tem um restaurante Japonês perto da minha casa. Chegando do trabalho fiquei morrendo de vontade de comer um Temaki. Me segurei, não morri por isso e não gastei.

03/08 (Qua) – Minha boca encheu de água novamente quando vi o restaurante…fui forte e pensei: “Se você conseguir se controlar nesse mês, no próximo poderá ir no rodízio de Japa”. Não dá para fazer tudo que queremos o tempo todo. Paciência.

05/08 (Sex) – Resolvi que preciso de um armário de parede para minha cozinha. Sempre tive um armário pequeno, mas com o bebê as coisas aumentaram. Pesquisei mas não comprei . Talvez mês que vem.

07/08 (Dom) – O dia mais difícil até agora. Estou doida para ver o filme Esquadrão Suicida desde que saíram os primeiros trailers há 1 ano. Minha cunhada me chamou para ver e eu disse sim. Depois raciocinei: tem a entrada, quando sairmos estaremos com fome e vamos gastar com lanche, as críticas estão péssimas…conclusão…posso ver em casa depois. Mandei uma mensagem dizendo que havia desistido. Só nisso eu gastaria uns R$40.

Como fiquei em casa meu namorado/marido me chamou para ir a um bar que vende cervejas especiais…pensei…pensei…pensei…e respondi  “Hoje não”.

08/08 (Seg) – Meu gatinho destruiu o arranhador dele. Pesquisei umas versões DIY mas tudo precisa de comprar algum tipo de material.  Vai ter que esperar.

13/08 (Sáb) – Os fins de semana são os mais desafiadores. Meu namorado/marido (odeio a palavra “namorido”) queria almoçar em um evento com  Food Trucks ( eu gastaria em média uns R$30, amo chop). Aceitei pela Bia.  Lá ela poderia sair um pouco e brincar, mas quando chegamos lá ainda não tinha começado. Fomos para um bar e ele acabou pagando a conta, fiquei quieta…mês que vem eu pago.

O leite da Bia está acabando. É a minha vez de comprar. Comprei duas latas, deu R$52,80.

14/08 (Dom) – Dia dos Pais! Sem presente pro meu. Eu ia comprar sorvete para levar de sobremesa mas acabei levando duas latas de leite condensado que já tinha e fizemos brigadeiro de colher. Para o meu namorado dei um cartão e um Vale Presente que eu mesma fiz. Coloquei uma observação dizendo  que o vale só pode ser usado no mês de Setembro (hehe). Ele entendeu.

 

Conclusão: Não é fácil, mas também não é impossível. Eu não vou viver assim eternamente. É só até eu organizar minhas finanças. Faltam mais 15 dias…socorro!

Desafio: Agosto sem compras e diversão paga

images-2

Em Julho eu quis aproveitar e curtir a vida por ser o mês do meu aniversário. Eu também tive uma semana de recesso na escola que trabalho. Saí para comer fora, passei um fim de semana em Penedo (RJ), fui a um festival de Food Truck no feriado do aniversário da minha cidade, dei 2 presentes (e olha que eu não sou disso) e gastei mais no mercado do que eu deveria. Junto com toda essa diversão vieram as contas…

No dia primeiro de Agosto sentei com meu marido para organizarmos as finanças.  Nós dividimos tudo.  Apenas o cartão de crédito cada um tem o seu. Confesso que meu olho encheu de lágrima quando ele falou o valor da fatura. Pensei: “Poxa não posso viver que a fatura fica assim!”.

Depois refleti melhor sobre o assunto. Não é que eu não possa viver…mas para passar mais tempo com a minha filha decidi trabalhar menos e como consequência ganhar menos, preciso apenas gastar de forma mais consciente e dentro das minhas possibilidades. Então decidi: Não vou comprar nada em Agosto!