Quantos esmaltes você precisa?

Desde novinha minha mãe sempre me ensinou a fazer tudo. Eu mesma faço a minha sobrancelha, me depilo, faço luzes e até arrisco e corto o meu próprio cabelo algumas vezes. Eu que faço a minha unha também. A primeira vez que fui a um salão foi há uns 3 anos e mesmo gostando da experiência, eu raramente utilizo os serviços de uma manicure.

Assim que fui morar sozinha comecei a montar a minha “caixinha de unha” e aos poucos ela foi crescendo…crescendo…até virar uma loucura! Percebi isso quando comprei um esmalte branco para fazer francesinha e quando cheguei em casa eu vi que já tinha aquela mesma cor na caixinha. Aquilo me deu um “click” e eu decidi que nunca mais compraria esmalte até eu usar tudo (super dramática! Hehe).

Isso aconteceu mesmo antes de eu começar a ler sobre o minimalismo. Eu olhei para aquele monte de esmalte e pensei no tanto de dinheiro que eu havia gastado com algo que eu raramente uso. Alguns já estavam vencidos há anos! Tem épocas que pinto a unha 2 vezes ao mês, mas também já passei uns 3 meses sem fazer por preguiça.  Com isso os esmaltes vão se acumulando, ficando grossos e vencidos.

Eu fiz uma pesquisa rápida no Google e achei no blog Loucas por Esmalte que com um vidro que tem em média 8 ml você consegue pintar as unhas umas 10 vezes (com camadas duplas). Dez vezes!! Eu odeio contas, mas tive que calcular o quanto que meus esmaltes podem render e descobri que com os 25 que tenho hoje eu posso ficar  uns 20 anos sem comprar mais. V.I.N.T.E. A.N.O.S! É claro que eles vão vencer antes disso, mas isso mostra o absurdo que é ter tantos esmaltes.

25 esmaltes

Meus esmaltes. 3 bases! Why?!?

Eu já tive muito mais e cheguei a 25 unidades depois que “parei” de comprar esmaltes em 2014. Na verdade, acabei comprando um Renda da Risqué que por ser básico uso mais e um de glitter dourado pra fazer uma coisinha diferente de vez em quando. Agora eu até fico namorando cores novas que vão saindo mas deixo para usá-las nas raras vezes que vou ao salão. Eu também comecei a pegar emprestado com a minha mãe, assim posso dar uma variada sem ter que comprar.

 

 

E hoje minha caixinha está assim:

caixinha de unha

 

Eu tenho arrumado meus esmaltes regularmente e vou jogando fora cores que já não combinam comigo (tinha um laranja horrível) e também aqueles que já venceram há muito tempo. Hoje mesmo achei um vencido desde 2005!

Eu fiz uma análise das cores que gosto mais e do que eu realmente uso e cheguei nesse número ideal pra mim:

1 base incolor

1 escuro (tipo o Black e o Café da Colorama)

2 rosas (um escuro e um claro)

2 vermelhos (um escuro tipo o Paixão e outro mais vibrante como o 40 graus, ambos da Colorama)

3 clarinhos (o Pétala Branca da Colorama para fazer francesinha, o Renda da Risqué e um nude tipo o Cappuccino também da Risqué)

1 excêntrico (para aqueles dias que eu quiser algo mais alegrinho)

Total: 10 esmaltes

Mesmo assim ainda é muito se você for seguir um padrão mais minimalista. Já vi uma moça que tem apenas 3 esmaltes.  Acontece que cada pessoa tem uma realidade, vontade e necessidade diferente. Na minha opinião, o importante é cortar o excesso e desperdício ao máximo dentro do que for possível. E você? Quantos esmaltes você precisa?

 

Anúncios

Desafio: Agosto sem compras e diversão paga – SEGUNDA QUINZENA

il_570xn-728787071_3g46

Esperei a fatura do mês de Agosto fechar para escrever sobre o fim do meu desafio. O mês que começou com lágrimas de desespero (tô exagerando hehe) terminou com um pulo de alegria.

Vamos aos fatos:

17/08 (Qua) – Dia de levar minha bebê ao médico. Como a consulta dela seria às 11h e a minha 12h, achei que seria inevitável gastar com almoço. Minha mãe estava com a gente e quando eu perguntei onde iríamos almoçar ela disse que minha Vó estava fazendo almoço para nós. Aleluia!

19/08 (Sex) – Fui ao mercado e o Ticket Alimentação acabou. Completei R$ 1,55. Droga!

20/08 (Sáb) – Fim de semana é complicado não gastar. Depois do trabalho fui resolver umas coisas para a minha tia. Como passei o dia na rua almocei no restaurante (R$ 13,49). O líquido da minha lente de contato acabou, gastei mais R$ 25,90.

23/08 (Ter) – Fui ao mercado, por estar sem o cartão paguei em dinheiro R$ 6,32.

24/08 (Qua) – Aproveitei tudo que tinha na geladeira para não ir ao mercado mais!

26/08 (Sex) – Só não vou dizer que foi tudo por água abaixo porque foi no fim do mês…mas meu marido me chamou para sair e eu não pude recusar. Estava cansada, estressada, precisando fazer algo diferente. Saímos para beber e comer algo. Gastei R$ 40,00.

27/08 (Sáb) – Minha sogra passou o fim de semana com a gente e ficou cuidando da Bia. Fomos para a rua de novo! Enfiei o pé na jaca. Comi Japonês (R$ 35,09) e depois fomos beber, gastei mais R$ 31,90 . Acaba Agosto!

Comecei o mês dizendo que não entendia o porquê de todos falarem que Agosto é o mês do desgosto e terminei concordando. Na terça (dia 30) achei que o mês já tinha acabado e descobri que iria até o 31. Ainda tivemos a separação de Fátima & Bonner e o Impeachment de Dilma no fim do segundo tempo. Agora, voltando para a minha vida: foi difícil, mas necessário.

Conclusão do desafio:  Não quero viver me privando o tempo todo mas é preciso equilíbrio. Escolhi viver com menos para ter mais tempo e tranquilidade, tudo tem dois lados. Com esse desafio aprendi que posso esperar para comprar as coisas que preciso/quero aos poucos. Eu tive vontade de comprar um armário para a cozinha, um arranhador para o gato, um batom, um piercing, creme para massagem no cabelo e material para começar um projeto DIY. Posso me organizar e ir comprando isso até o fim do ano.

Descobri que sair no fim de semana para mim é essencial. Não consigo viver sem isso. Então daqui pra frente é tentar deixar um dinheirinho para isso já que agora descobri que é super importante pra mim.

Quando eu disse que o mês terminou com pulos de alegria é porque o boleto do cartão de crédito foi de R$ 827,29 para R$ 366,08…Yupi!

 

Desafio: Agosto sem compras e diversão paga – PRIMEIROS 15 DIAS

calendario-2016-para-imprimir-design-danielle-noce-1

Assim foram os primeiros 15 dias tentando não comprar nada. As compras de mercado não estão incluídas nesse desafio. Eu recebo Ticket Alimentação mas também me propus a não gastar além do que vem nele.

01/08 (Seg) – Descobri que a situação estava feia!

02/08 (Ter) – Tem um restaurante Japonês perto da minha casa. Chegando do trabalho fiquei morrendo de vontade de comer um Temaki. Me segurei, não morri por isso e não gastei.

03/08 (Qua) – Minha boca encheu de água novamente quando vi o restaurante…fui forte e pensei: “Se você conseguir se controlar nesse mês, no próximo poderá ir no rodízio de Japa”. Não dá para fazer tudo que queremos o tempo todo. Paciência.

05/08 (Sex) – Resolvi que preciso de um armário de parede para minha cozinha. Sempre tive um armário pequeno, mas com o bebê as coisas aumentaram. Pesquisei mas não comprei . Talvez mês que vem.

07/08 (Dom) – O dia mais difícil até agora. Estou doida para ver o filme Esquadrão Suicida desde que saíram os primeiros trailers há 1 ano. Minha cunhada me chamou para ver e eu disse sim. Depois raciocinei: tem a entrada, quando sairmos estaremos com fome e vamos gastar com lanche, as críticas estão péssimas…conclusão…posso ver em casa depois. Mandei uma mensagem dizendo que havia desistido. Só nisso eu gastaria uns R$40.

Como fiquei em casa meu namorado/marido me chamou para ir a um bar que vende cervejas especiais…pensei…pensei…pensei…e respondi  “Hoje não”.

08/08 (Seg) – Meu gatinho destruiu o arranhador dele. Pesquisei umas versões DIY mas tudo precisa de comprar algum tipo de material.  Vai ter que esperar.

13/08 (Sáb) – Os fins de semana são os mais desafiadores. Meu namorado/marido (odeio a palavra “namorido”) queria almoçar em um evento com  Food Trucks ( eu gastaria em média uns R$30, amo chop). Aceitei pela Bia.  Lá ela poderia sair um pouco e brincar, mas quando chegamos lá ainda não tinha começado. Fomos para um bar e ele acabou pagando a conta, fiquei quieta…mês que vem eu pago.

O leite da Bia está acabando. É a minha vez de comprar. Comprei duas latas, deu R$52,80.

14/08 (Dom) – Dia dos Pais! Sem presente pro meu. Eu ia comprar sorvete para levar de sobremesa mas acabei levando duas latas de leite condensado que já tinha e fizemos brigadeiro de colher. Para o meu namorado dei um cartão e um Vale Presente que eu mesma fiz. Coloquei uma observação dizendo  que o vale só pode ser usado no mês de Setembro (hehe). Ele entendeu.

 

Conclusão: Não é fácil, mas também não é impossível. Eu não vou viver assim eternamente. É só até eu organizar minhas finanças. Faltam mais 15 dias…socorro!